propósitos, fins e lembranças

propósitos, fins e lembranças

Então eu estava navegando pelas internet, pelos blogs e escritas alheias e me reparo com a pergunta “como que você gostaria de ser lembrada?”. Eu nunca tinha pensado e isso me levantou uma  leve dorzinha no peito, porque lembrança, por mais que seja uma palavra bonita, significa que algo que acabou e está lá atrás. Falar da minha própria lembrança é envolver meu próprio fim. Pesado. Eu até tentei ignorar por um tempo essa pergunta, justo por causa dessa dorzinha que causou, mas sabe que até no meu trabalho essa pergunta batia? Olhava tudo ao meu redor e me questionava se minhas atitudes eram significantes para alguém, se o que eu falava alguém prestava atenção. E o engraçado é que ainda esse ano, eu fui aplaudida por dar um discurso extremamente espontâneo. Então eu cedi essa pergunta, sentei numa mesa, com papel e caneta na mão e resolvi escrever.


Sempre que eu deito no travesseiro, eu penso no meu maior objetivo de vida. Penso e acredito com todas as minhas veias que estou aqui por um propósito. Não tenho religião no momento mas meu acreditar espiritual envolve karmas, alma, energias, destino e scripts do universo. E me faz pensar que antes de eu ir embora, eu necessito com todo meu coração de ter feito o que fui proposta para fazer. E sabe, quando a gente fala se propósito, são coisas que nós fazemos com muito amor e prazer. O meu é educação. É saber ensinar e poder contribuir para um mundo melhor através disso.

Meus sonhos passaram por muitas transições. Já sonhei em ser jornalista, artista e professoras várias vezes na minha vida e nunca tinha percebido o que todos eles tem em comum para mostrar que eu tinha um propósito aqui, sim. E acho que é assim que quero ser lembrada: conseguir fazer com que um aluno goste de estudar, que ele veja que a matéria pode ser divertida, que livros são encantadores, que os sonhos deles podem ser sim alcançados.

Meu sonho é poder um dia ouvir um aluno falando que eu fiz diferença na vida dele, porque eu o ensinei a ler ou que o ensinei a não desistir dos seus sonhos. Que sempre fiz do meu melhor para àqueles que estão ao meu redor, para que a próxima pequena alma que eu tocar, faça uma diferença na história no mundo de um modo extremamente positivo. O meu sonho é conseguir manter acessa a luz daquela criança que quer ser muito um bailarino, por exemplo, mas só não é encorajado porque os pais não acreditam que o mesmo tem um potencial. Eu quero fazer a diferença. Quero ser lembrada por aqueles que ajudei a voltar a possuir um sorriso, a gostar de livros porque minhas leituras são engraçadas, a ser sempre companheira e ter a capacidade de acreditar nas pessoas.

Quero ser lembrada através da simplicidade na nossa vida. 

 

 

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s